Sad feelings, and so goes life.
»
“Cara, se antes já estava péssimo, imagina agora? Essa nostalgia insana anda maltratando, judiando pesado comigo. Demorou, mas a ficha caiu. Esse papo de pra sempre notavelmente não existe. Eu sempre tive em mente que não fomos criados um para o outro, que apenas fomos fantoches da vida, destinados a nos conhecermos, mas não a ficarmos juntos. Mas quando eu te conheci, sei lá, me deu uma esperança. Comecei a acreditar naquele bando de bobagens que o mundo vomita sobre nós o tempo inteiro. Aquelas poucas histórias de amor que davam certo, raras mas lindas, começaram a mexer comigo mais do que deveriam. Eu comecei a imaginar que a gente podia sim ser uma exceção. E me peguei pensando em nós dois namorando, casando, ficando velhinhos. Me peguei acreditando no felizes para sempre, e achando que ia acontecer com a gente. Mas não aconteceu. Eu achava que ia durar pra sempre, eu achava que a gente não teria fim. O destino para nós foi bom, mas no final foi cruel. Achava que aquelas frases que dizíamos um para o outro nunca seriam esquecidas, mas como eu disse o destino foi cruel, ele mandou cada um para um lado e hoje você nem lembra mais o meu nome, e eu mais uma vez estou revirando o passado com vontade de sumir por um bom tempo. Foi uma tentativa frustrante tentar te achar em outra pessoa, seu cheiro, seu beijo, seu abraço que se encaixava absurdamente bem no meu e seus braços que me envolviam. Droga, eu me sentia protegida. Mas eu aprendi com os meus tropeços que não se implora nem se pede amor. Depois de ter tropicado, caído, e caído de novo eu tinha que levar alguma lição desse seu pseudo-amor. Mas essa duvida me consome porque de um jeito ou de outro eu sei que se eu pudesse voltar atrás eu não esperaria e sairia correndo para corrigir todos os meus erros que sempre me impediam de estar com você.”

1 year ago · 28 notes · reblog
#quote  hanna  fer  all  rubis  
“Se fosse para terminar assim eu nem teria começado. Aliás, você sabia que ia ser assim, você sabia que meus pais não gostavam de ti, mas tu preferiu arriscar mesmo assim, afinal você dizia me amar. Amor, faz-me rir. Que eu saiba, quando você gosta de alguém, faz o possível e o impossível para se estar com ela, mas você não fez nada disso né? Então o que eu sinto aqui por enquanto é apenas desgosto, por ter me apegado a alguém que dizia me amar, de ter me apegado a alguém, porque eu sou assim, eu fico tentando acreditar todos os dias que o amor existe, todo santo dia eu dou mais uma oportunidade para ele, ou pelo menos para pessoas que dizem que me amam, e sabe o que acontece? Eu me magoo mais ainda. Eu finjo ser durona, ser fortona, a garota que não sente nada, que escreve textos para dizer o que está errado no mundo e para dizer que não devemos amar ou pelo menos não gostar de canalhas, e sabe o que eu faço de verdade? Eu me apaixono todos os dias pelo mesmo canalha. Me arrependo. Acho que devo parar de escrever, é tudo falso, ou na verdade não, talvez só não consigo fazer tudo isso. Falar é fácil, mas por em prática, é difícil. Porque quando você ama, fica na esperança da pessoa mudar por ti, fica na ilusão de ser apenas uma fase ruim que logo, logo vai passar, mas não é assim que a banda toca. Tudo fica tão complicado quando se tem o amor no meio. Você fica tão boba e idiota, que não vê a realidade. É incrível isso. Fico me sentindo culpada por não conseguir tirá-lo de mim e do meu coração. Me sinto fraca por dentro por continuar querendo ele pra mim, mas por fora me faço de forte para não demostrar estrago que ele faz comigo. Cara, como você consegue? Tu fode com meu psicológico, me tira do controle. Você todo errado, que não aceita ser corrigido, quer sempre ser o certo. Eu, toda marrenta e que não aceita defeitos, querendo tudo nos conformes, sempre tentando te consertar. Será que foi isso que deu errado? Será? Eu sei, tenho muitos erros e defeitos, não sou perfeita, nunca serei. Mas de uma coisa eu tenho certeza, sei que você me olha e pensa: “Ela é toda torta e complicada, mas é minha, só minha”. Ah que verdade mais propriamente dita. Você é um canalha, me faz perder o juízo, me enrola os pensamentos, me estremece de ponta a ponta. Somos errados, desiguais um para o outro, totalmente opostos. E mesmo sabendo disso, eu não consigo, sempre acabo voltando pra você, meu defeito mais perfeito.”

“Seria tão mais fácil se as pessoas realmente entendessem o significado das atitudes e das palavras… Porra cara, qual a dificuldade em entender? Se você faz uma promessa, não importa o que você tenha que fazer ou o que está te atrapalhando, você prometeu, você que cumpra. E cara, sabe essas malditas palavras? Sabe? Elas doem. Elas machucam. Elas corroem. Não, não parece. Não porque dói por dentro, machuca por dentro, corrói por dentro. Ninguém vê e na maioria das vezes, ninguém entende. As pessoas deveriam se olhar um pouco mais antes de julgar, e tentar pôr em prática o velho ditado popular: “Prometeu, tem que cumprir.” Promessas vazias iludem, frustam, magoam. Não é querendo forçar ninguém à nada, mas é que cada um sabe até onde sua capacidade vai, cada um sabe seu limite, cada um sabe se é ou não, capaz de cumprir algo. A questão aqui não é apenas sobre promessas hipócritas, é também sobre a capacidade de demonstrar afeto dos seres humanos, afinal, querendo ou não, o ato de prometer algo é sinal de no minimo consideração. Não são apenas as promessas que foram banalizadas, a confiança, o respeito, o tratamento de igual para igual, e o mais nobre de todos, o amor, se tornaram objeto de pura brincadeira. Parem com isso de falar e prometer da boca pra fora. Mostrem que ainda existe gente que vale a pena confiar. Será que é muito difícil apenas prometer as coisas que estão ao seu alcance? Pensando bem, não é. Mas as pessoas cada dia que passa estão ficando mais egoístas. Querem se sentir amadas, mas não querem amar de verdade, com isso, iludem e fazem promessas falhas aos outros. Sabe o que nisso tudo vai resultar? Um bando de pessoas vazias, sem nenhum valor.”

1 year ago · 34 notes · reblog
#isa  all  quotes  hanna  lay  
“Mas eu ainda sinto a tua falta, sabe? Mesmo depois de todo esse tempo, mesmo depois de você ter sido um canalha e ter feito tudo o que fez pra provar que não merece que eu gaste um minuto sequer do meu tempo pensando em você. O problema é que eu não consigo te apagar de mim, e acho que nunca vou conseguir. Eu me acostumei a te manter nos meus pensamentos o tempo todo e agora não sei como faço para te tirar deles. É incrível e patético como, mesmo depois de todo esse tempo e de tudo o que a gente passou, eu ainda não consegui me desapegar completamente de você. Você ainda faz parte de mim, ainda é grande parte de mim, melhor dizendo… Estou em processo de desapego, mas ao menos tempo, ainda estou te querendo. Eu sinto falta dos seus carinhos e daquela ilusão de tudo estar sendo perfeito. Sinto falta de você de um jeito que acaba-se por apagar tudo o que me causará de ruim. De ti, tenho lembranças boas, talvez eu não devia, mas é o que acontece… Eu realmente sinto algo aqui, é amor, é saudade, é necessidade. Eu te amo, te quero, te preciso. Desse jeitinho, nesse clichê mesmo. Você não merece, mas eu ainda pertenço (nem que seja um pouco) á você. Eu não quero e nem posso continuar com esses pensamentos, mas é inevitável, ainda não achei o ”botão de desligar”. Não sei onde se encontra, mas sinto que estou muito longe de encontra-lo. Dói, dói muito ficar longe de ti, e dói mais ainda se ficarmos juntos, você me machuca de qualquer jeito. Não sei como, mas você consegue… Eu, sinceramente, não sei como você consegue ser esse canalha, cafajeste, mas que eu não consigo me desapegar de jeito nenhum. Ou estou louca, ou você que é o cafajeste-perfeito? Não sei, isso é confuso demais. Como que eu consigo isso? Eu ainda te amo mesmo depois de todas as lágrimas, das noites acordadas, mesmo depois de todo esse sofrimento, eu sinto um ódio de ti, mas depois eu lembro de todos os nossos momentos juntos, e o ódio todo some. Que idiota que eu sou.”

1 year ago · 39 notes · reblog
#quotes  all  fer  isa  lay  
“Preciso parar de me importar contigo, e me importar comigo, me importar com o meu cabelo, com minha maquiagem, minha roupa, me importar com a minha vida. E principalmente cuidar, cuidar do meu coração, cuidar de mim mesma, porque antes de te encontrar eu andava sozinha, não precisava de ninguém. Mas eu sei que um dia eu vou te esquecer completamente, e você vai começar a me dar valor, mas não vou querer mais nada com você, alguém vai passar a usar o mesmo perfume que eu, e ela irá passar todos os dias do seu lado, e você irá se lembrar do meu cheiro, uma lembrança, um beijo, você irá se lembrar de todos o nossos momentos. Enquanto isso não acontece eu choro, eu sofro, isso me sufoca, isso que sinto em meu peito sufoca, junto com o nó em minha garganta. Em minhas noites mal dormidas eu penso em ti, eu não acredito em quanto eu te amei, não acredito no quanto me entreguei para tanto sofrer, para acabar assim, nessa dor sem fim. Todos sabem que tudo um dia chega ao fim, mas para mim, o fim só chega quando queremos. E você quis assim. Você tem paixão por essa coisa de fim. Atrevo-me á dizer que gosta das minhas lágrimas derramadas. Você sabe que meu amor por ti não tem como acabar, você sabe que eu sou sua, sabe que me entreguei completamente… Mas quis me deixar aqui, jogou-me fora como se eu fosse qualquer coisa. Queria saber o que se passa por sua cabeça, descobrir como quebrar esse coração de pedra. Mas não vou insistir nisso, cansei de ir atrás. Eu te amo, sempre amei, creio que vou sempre amar. Vou te esquecer, eu sei, mas sempre haverá um cheiro, uma música ou algum sorriso para me fazer lembrar. Você quis assim, não tenho como mudar. Meu coração chama por você, mas o asfixio para ele parar. Pois eu sei que você sentirá minha falta, meu coração acredita na sua volta. Eu sei que você vai voltar, preenchido com saudades e cheio de motivos para eu te deixar ficar. Só não esqueça da mulher que fui e de todo amor que lhe dei sem pedir nada em troca, de tudo que aguentei, do tanto de coisas guardei pra mim por medo de te machucar. Depois de tudo que passamos, depois de tudo que você me fez passar, só quero te deixar um prévio lembrete: Você está partindo aos poucos, lentamente está se afastando de mim, separando o “nós” que já não é tão forte como antes. Você sabe, sempre soube, mas não custa lembrar que, vou te esperar até a última gota de amor se esvair de mim, e meu querido, isto está tragicamente entregue ao destino. Pode ser que isso aconteça daqui a dias, meses e até anos, ou simplesmente, em uma dessas tuas idas e vidas de mim.”

1 year ago · 86 notes · reblog
#quotes  ferbritto  all  isa  and  hanna